Fechar
Página inicial Destaques Notícias Empresa incubada na UFLA foi aprovada no programa Start-Up Brasil

Empresa incubada na UFLA foi aprovada no programa Start-Up Brasil

Escrito por Flavinha Reis|DGTI | Publicado em 31/07/13 09:22 , Atualizado em 21/01/22 16:48 | Acessos: 189

Foi divulgado nessa segunda-feira (29), o resultado da primeira chamada de Start-ups aprovadas no programa Start-up Brasil. Entre os projetos selecionados, o projeto “Leva Lá”, da empresa Mitah Technologies, da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Universidade Federal de Lavras (Inbatec/UFLA). Start-up Brasil é uma iniciativa do Governo Federal, criado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) para apoiar as empresas nascentes de base tecnológica, as start-ups, e sua ligação a aceleradoras.

O projeto da Mitah – Leva Lá – é um e-marketplace de serviços de transporte que conecta embarcadores (empresas e pessoas) e transportadores e promove a melhoria da qualidade dos serviços e das relações por meio do uso do conceito de social commerce.

O projeto está entre os 45 projetos brasileiros escolhidos e 11 projetos internacionais, de um total de 908 inscrições (672 brasileiras, 236 estrangeiras), representantes do mercado, da academia e do governo. Os selecionados farão parte de um programa de aceleração, a ser desempenhado por uma das nove aceleradoras habilitadas ao Start-Up Brasil.

Segundo Ricardo Victório, sócio executivo da Mitah, “o Leva Lá traz visibilidade aos pequenos transportadores, auxiliando-os a reduzir a ociosidade e a aumentar a eficiência do veículo, o que trará aumento das margens, tornando a atividade mais rentável e atrativa. Já para os embarcadores, o Leva Lá aumentará a disponibilidade de transportadores e a competição entre os mesmos, auxiliando-o a selecionar os melhores prestadores de serviço – e não necessariamente o mais barato, uma vez que a avaliação dos usuários acerca da qualidade do serviço prestado forçará transportadores a investirem na sua qualificação e na melhoria contínua da qualidade do serviço”

Inventivo

O programa funciona por edições, com duração de um ano. Em cada edição são lançadas três chamadas públicas, uma para qualificar e habilitar aceleradoras, e outras duas, semestrais, para a seleção de projetos de empresas. Na primeira fase foram selecionadas, por meio de edital específico, aceleradoras de empresas, que são as instituições responsáveis pelo processo de aceleração das start-ups.

Na segunda fase, após a seleção das aceleradoras desencadeia-se o processo seletivo global de escolha de start-ups (micro empresas de base tecnológica com até 3 anos de constituição), do Brasil e do mundo (25% dos projetos aprovados podem ser estrangeiros). Esta fase ocorre duas vezes por ano, a cada semestre.

Na terceira e última fase, inicia-se a aceleração. As start-ups selecionadas recebem apoio para a realização de seus projetos de P&D. Passam a integrar a infraestrutura das aceleradoras, são acompanhadas por pessoal qualificado e tem acesso a serviços oferecidos pelas aceleradoras, como mentorias, capacitações, assessoria jurídica, dentre outros. O processo completo de inovação (P&D + Gestão + Mercado + Funding) acontece em um prazo de 12 meses. Nesse período, cada startup tem acesso à até R$ 200 mil em recursos oferecidos pelo programa, através de bolsas de pesquisa e desenvolvimento para seus profissionais. Adicionalmente, as start-ups, recebem investimentos financeiros das aceleradoras em troca por um percentual de participação acionária. Além das aceleradoras, as empresas também são acompanhadas por gestores do programa.

A Incubadora de Empresas de Base Tecnológica (Inbatec) da Universidade Federal de Lavras (UFLA) atua desde 2011. É uma estrutura criada para coordenar ações empreendedoras, oferecendo apoio e orientação para o desenvolvimento de empresas inovadoras, hoje a Inbatec abriga nove empresas.