Fechar
Página inicial Destaques Notícias Inbatec participa da II Reunião Anual 2015 da Rede Mineira e Inovação e Capacitação Cerne I e II

Inbatec participa da II Reunião Anual 2015 da Rede Mineira e Inovação e Capacitação Cerne I e II

Escrito por Flavinha Reis|DGTI | Publicado em 07/08/15 15:00 , Atualizado em 21/01/22 16:45 | Acessos: 207

A II reunião anual da Rede Mineira de Inovação (RMI) e Capacitação Cerne I e II, promovida no período de 03 a 07 de agosto em Santa Rita do Sapucaí, Sul de Minas, contou com as participações da gerente da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da UFLA (Inbatec), Raphaela Ribeiro, e pela Gestora de Ciência e Tecnologia, Tayfane Coimbra.

A participação da Inbatec em eventos como estes corrobora com o fortalecimento do movimento empreendedor de Lavras, além de ser uma ótima oportunidade para fortalecer e ampliar as parcerias da Incubadora e de se atualizar sobre o universo empreendedor de Minas. Neste sentido, cada passo que a Inbatec dá representa um nível de maturidade em direção à melhoria contínua.

É importante salientar que a RMI tem por objetivo estimular e apoiar o desenvolvimento do empreendedorismo e da inovação em Minas Gerais. Atualmente, a Rede possui em seu quadro de associados 24 incubadoras de empresas, dois parques tecnológicos e um centro de pesquisa aplicada sem fins lucrativos, aos quais oferece capacitação por meio de cursos e eventos, sistemas de gestão, treinamentos virtuais e divulgação de informações em rede.

Além de aproximar e fortalecer as instituições integrantes do ecossistema de tecnologia, empreendedorismo e tecnologia de Minas Gerais e criar um ambiente de troca de informações e experiências, a reunião também teve o objetivo de debater temas de relevância para o futuro do movimento em Minas Gerais, esclarecer dúvidas e apresentar resultados e novos projetos e parcerias.

O evento contou ainda com as capacitações Cerne I e II, que nada mais é do que habilitar as incubadoras na implantação do Cerne, um modelo de gestão que visa promover a melhoria expressiva nos resultados das incubadoras de diferentes setores de atuação. Para isso, determina boas práticas a serem adotadas em diversos processos-chave, que estão associados a níveis de maturidade (Cerne 1, Cerne 2, Cerne 3 e Cerne 4).

Para a gerente da Inbatec, Raphaela Ribeiro, a participação da Incubadora foi “muito importante para o fortalecimento do networking entre membros da Rede, e ainda fundamental pela troca de experiências e práticas de sucesso que proporciona”. Raphaela acrescentou ainda que “o Cerne é importante, pois com ele as ações da Incubadora, neste momento relacionadas, sobretudo, aos empreendimentos (Cerne I), podem ser aprimoradas e consolidadas, possibilitando melhorias expressivas para as empresas incubadas, para a Incubadora e para a sociedade, em um aspecto mais amplo”.

A Inbatec faz parte de um amplo programa de inovação da UFLA, cujo objetivo é apoiar as iniciativas empreendedoras, de modo a ampliar a transferência de tecnologia e o incentivo à sua aplicabilidade. A Incubadora da Universidade Federal de Lavras veio suprir uma demanda da Instituição no sentido de amparar projetos inovadores com grande potencial de mercado.